Trabalho remoto e a posição dos Conselhos de classe

Trabalho remoto e a posição dos Conselhos de classe

Muitas profissões já vêm se adaptando a novos formatos há muitos anos, como a adoção do trabalho remoto. Empregos relacionados a áreas de tecnologia, comunicação e educação migraram para a plataforma digital, onde muitas vezes possuem mais exposição, audiência e clientes.

É o caso, por exemplo, de jornalistas, que escrevem dezenas de artigos, matérias e entrevistas por semana para os inúmeros sites, portais e blogs da internet. Ou então, de radialistas, que compartilham seu conteúdo em plataformas de streaming e podcast, ou então criam suas próprias webrádios, angariando anunciantes e tirando-os de famosas estações, permitindo a esses profissionais o trabalho remoto.

A educação é uma das áreas que mais sofreram alterações nos últimos anos, especialmente pelo surgimento e crescimento do Ead que, segundo o Ministério da Educação (MEC), teve um número maior de ofertas de vagas que o ensino presencial em universidades no ano de 2018. 

Além de instituições de ensino credenciadas a ministrar aulas e cursos registrados no MEC, muitas plataformas também oferecem cursos livres, de arte à tecnologia, possibilitando não apenas a educação à distância, mas o trabalho remoto para muitos profissionais, inclusive alguns que se encontravam fora do mercado de trabalho.

Outras atividades, porém, talvez pelo caráter mais tradicional, tanto da própria área, quanto dos responsáveis pelo setor, até 2020 não haviam liberado o atendimento ao público de forma remota, por telefone ou online. São os casos da medicina, da nutrição e da psicologia, por exemplo.

Trabalho remoto para profissionais da saúde

Porém, desde que os profissionais dessas áreas foram proibidos de exercer as atividades em consultórios e clínicas por conta da pandemia do coronavírus, os conselhos federais se viram obrigados a autorizar o exercício da profissão remotamente.

Foi o que aconteceu com o CFN, que é o Conselho Federal de Nutricionistas, que de forma extraordinária autorizou o atendimento não presencial, em decisão publicada em março de 2020. A resolução é válida até o fim de agosto deste ano. Para esses profissionais, só o retorno era permitido à distância. Com essa autorização, o paciente já pode receber atendimento logo na primeira consulta.

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) também autorizou que seus profissionais atendam ao público durante o período de quarentena, também válido até agosto. O colegiado, inclusive, disponibilizou um cadastro nacional para que os profissionais registrados possam trabalhar, o e-Psi para atendimento online.

Desautorizada no país em 2019, a telemedicina foi possibilitada em março deste ano pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que também reconheceu a necessidade da realização de atendimentos e consultas online utilizando recursos como Skype ou chamadas de vídeo do WhatsApp, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em saúde.

Não há mais como nadar contra a corrente. As pessoas perceberam que podem comprar pela internet sem sair de casa, estudar, trabalhar, praticar atividade física, e agora, realizar consultas com excelentes profissionais, também do sofá da sala, muitas vezes por um preço reduzido, já que o nutricionista, psicólogo ou médico podem, igualmente, trabalhar de casa ou de um lugar que não vai dispensar muitos custos para ele.

Publicado por Ibraim Gustavo

Ibraim Gustavo: Jornalista, pós-graduado em Marketing e MBA em Comunicação e Mídia. Possui formação em Profissões do Futuro (O Futuro das Coisas) e no Programa de Capacitação da Nova Economia (Startse). Empreendedor, sócio-fundador e COO da Freestory.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: