Novo mundo, novas habilidades

Novo mundo, novas habilidades

As transformações que estão chegando ao mundo não são mais novidade para ninguém. Viveremos uma novíssima era a partir de agora, e vamos precisar desenvolver novas habilidades que serão altamente necessárias para habitar um mundo mais barato, mais viável, mais acessível, mais econômico, mais compartilhável, mais justo e mais equânime.

O Coronavírus não inventou nada nem criou coisas novas, apenas adiantou algumas datas, já previstas pelos futuristas quando tratamos de estudos de profissões, de alterações no mercado de trabalho, e também na educação para a próxima década. 

Corremos o risco de viver uma nova era, e a vida pode nunca mais ser a mesma. O empreendedor que quer manter o seu negócio e vê-lo crescer nos próximos anos, e o trabalhador que ainda tiver a intenção de possuir um emprego digno e que pague um salário justo, ambos precisarão mudar a mentalidade e instalar em si novas habilidades

Habilidades para entender o novo mundo

É bem verdade que o perfil do consumidor modificou muito nos últimos anos, e isso tem a ver, também, com o fator geracional: pessoas mais jovens não gastam dinheiro por gastar, preocupam-se com o meio ambiente, e preferem possuir algo que possam compartilhar com amigos e familiares.  

É importante que o empreendedor tenha a habilidade de perceber isso, e proatividade de criar soluções para conquistar esse jovem que é o consumidor atual. Fidelizá-lo à sua marca será um desafio, e a habilidade de convencimento deverá ser implementada e compartilhada por toda a equipe, e não mais apenas pelo setor de vendas.

Habilidades exigidas no mercado de trabalho

O mundo pré-pandemia já era complexo e ambíguo o bastante, e o profissional que permanece estagnado, é constantemente ameaçado por revoluções e inovações tecnológicas, que podem tirar seu emprego e substituí-lo com mais eficácia, eficiência, rapidez e economia de custos para as empresas.

A pandemia foi mais uma das grandes revoluções que impactaram a vida de muitas pessoas, especialmente trabalhadores que tiveram que se adaptar, da noite para o dia, à uma nova rotina com o home office, ou então os que viram seus empregos desaparecerem num curto espaço de tempo.

Novas habilidades serão fundamentais para os profissionais que perderam seus postos e quiserem a recolocação no mercado, e também serão qualidades básicas dos novos trabalhadores, como jovens saindo da faculdade em busca do primeiro emprego, ou profissionais que, por força da crise, precisaram abandonar suas carreiras ou fechar algum comércio.

Será um novo mundo, e o mercado vai selecionar aqueles que zelam por novas habilidades, necessárias para este novo mundo que preza por: mais responsabilidade, mais empatia, mais coragem, mais comunicação, mais colaboração, mais ética, e mais amor.

Publicado por Ibraim Gustavo

Ibraim Gustavo: Jornalista, pós-graduado em Marketing e MBA em Comunicação e Mídia. Possui formação em Profissões do Futuro (O Futuro das Coisas) e no Programa de Capacitação da Nova Economia (Startse). Empreendedor, sócio-fundador e COO da Freestory.

4 comentários em “Novo mundo, novas habilidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: